Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

É de ser miúda?

Nunca nenhum dos meus rapazes ficou nesta felicidade por levar para a escola dois sacos carregados de cartolinas, feltros, canetas, lápis, aguarelas, barro. Nunca. Sempre levaram o material escolar com a mesma indiferença de quem carrega isso ou outra tralha qualquer. Quando os livros chegam, em Setembro, eles nem olham para eles duas vezes. Arrumam-nos na secretária e está bom. Ela? Ficou numa excitação sem fim quando lhe mostrei as sacadas de artigos de papelaria e, sobretudo, quando lhe disse que era tudo para fazer muuuuuuitos trabalhos.
- Até que enfim, trabalhar a sério!
Todos os dias se senta a fingir que está a fazer contas, letras, frases. Quer à força aprender a ler e a escrever, ainda que lhe diga que tem muito tempo para isso, que não a ensino porque quero que aprenda só na altura certa, quando passar para o 1º ano, caso contrário chega lá e já sabe tudo.
- Pois, mas eu quero saber tudo já! E quero chegar ao 1º ano a saber mais do que os outros!
Isto é coisa de gaja ou esta vai ser do tipo marrão?
Temos aqui um terreno fértil ou é coisinha para lhe passar num ápice?
Para quem está acostumada a só ouvir falar com tamanho entusiasmo de esféricos… ficam muitas dúvidas no ar.

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/3