Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Chiça!!! Foi só uma queca, ó Glenn! Deixa o homem!


Ontem vi, pela enésima vez, o filme Atracção Fatal. E, pela enésima vez, senti uma pena desmedida do Michael Douglas, coitadito. O homem só deu uma ou duas trancadas na Glenn Close, não lhe escondeu que era casado e feliz, e a maluca da gaja inferniza-lhe a vida daquela maneira? Ele é telefonemas para casa, ele é aparecer em casa dele fingindo-se potencial compradora e conversando animadamente com a mulher, ele é queimar-lhe o carro, ele é matar a coelhinha da família (que tanto me perturbou, que eu também tenho uma coelhinha, pobre Margarida!), ele é raptar a filha por umas horas... Chiça! Que queca mais lixada, pá!

A sério: não há filme que deva perturbar mais um potencial infiel que este. Sobretudo um homem infiel. Porque, goste-se ou não desta teoria, a verdade é que é muito mais fácil encontrar uma maluca desvairada destas, a querer agarrar um gajo à viva força, do que encontrar um tipo que se ponha histérico para agarrar a amante de uma noite. Se eu fosse gajo-do-tipo-galinha-mas-bem-casado-e-feliz acho mesmo que este filme me curava para todo o sempre. Ah, e eu no lugar da Anne Archer também lhe perdoava.

4 comentários

Comentar post