Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Calçada portuguesa: e se emigrasses, hum? Isto por cá está bera e tal... O que dizes?


Já vi imensa gente dizer mal da calçada portuguesa, por causa do que faz aos saltos dos sapatos. Eu nunca fui capaz de o fazer, por sentir que tal insurgimento era praticamente uma heresia cultural. Ah, a calçada, tão bonita, e o trabalho dos calceteiros, e os desenhos, e a identidade, e o catano. Pois bem: hoje é o dia! A p**a da calçada, hoje, raspou-me um salto, quase de alto a baixo, da minha sandália novinha em folha. O salto está todo comido, de tal maneira que o Ricardo, quando me viu com o sapato na mão, a boca toda aberta e a cara escarlate (e a escaldar) perguntou: «Foi a coelha que roeu?»
Não! Não foi a coelha! Foi a calçada! A calçada roeu-me o sapato e eu não gostei nada, mesmo nada, nadinha. Eu toda pruridos, ai não vamos insultar as pedras, e agora toma lá que é para aprenderes. Estou... estou que nem posso!

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2