Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Cada um dá o que pode

Ontem fomos dar um beijinho ao meu sogro, que fazia anos. Foi uma surpresa. Jantámos e fomos. Quando entrámos, os rapazes deram um beijinho de parabéns ao avô e a Madalena, que vinha atrás, deu-lhe um beijo, um abraço e estendeu-lhe a mão fechada. Ficámos a olhar, sem saber o que seria. Pequena Mada abriu então a mãozinha na mão do avô e deixou cair... uma moeda de dois cêntimos. Tinha ido buscá-la à sua carteira, ainda em casa, tinha vindo todo o caminho com ela fechada na mão, sem dizer nada a ninguém e, na hora certa, depositou o seu presente na mão certa. E não pensem que foi forreta! Aos 3 anos, na carteira dela só existem moedas pretas de 1 e 2 cêntimos. Escolheu, por isso, a maiorzinha. Mada: a derreter corações desde 2009.

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2