Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Amour


Tão triste. Sem melodramatismos. Sem pieguice. Cru, porém não frio. Honesto, verdadeiro, quase como um documentário. Um poema de amor pungente. O terrível declínio do corpo e a luta pela dignidade da alma. Uma pancada no estômago. ?

9 comentários

Comentar post