Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Devagar se vai ao longe

8 km.jpg

Cada vez um pouco mais. Primeiro 5, depois 7, hoje 8. 

O médico que me operou, Dr. Pedro Granate, deu ordem de soltura e diz que estou fina. É natural que ainda vá tendo dores, afinal, a cirurgia foi há menos de 2 meses, mas está tudo bem. Agora é só ir com calma, fazer o reforço muscular nos treinos com o Pedro, e ir correndo até me sentir capaz de fazer treinos mais longos e provas mais duras. 

Correr - não me perguntem porquê nem como - passou a fazer parte de mim. Quando começo posso até não estar com vontade, não me sentir entusiasmada. Mas durante a corrida surge - sem que me aperceba - um diálogo comigo que envolve o meu lado mais preguiçoso e o meu lado mais valente, em que um vai boicotando os planos do outro, "aos 5 acabo com isto", e o valente a resistir, "não, continuas, vais até aos 8 no mínimo", sendo que umas vezes ganha um, outras vence o outro. E as pequenas conquistas vão invadindo o corpo e a alma e o que sei é que termino cada corrida com uma felicidade que vem de dentro e que tranborda no sorriso que não consigo desarmar. 

Sim, a corrida não dá saúde a algumas partes do corpo; sim, correr uma maratona não deve dar saúde a muitas partes do corpo. Mas é o desporto que me dá mais prazer entre todos os que já experimentei (e além de ter sido nadadora de competição, já fiz um montão de outros desportos). E estou contente por estar de volta. 

 

DFU

IMG_3404.jpg

O Dia do Filho Único continua, sim, e foi das melhores ideias instituídas cá por casa. Há alturas em que há um que precisa mais do que os outros. Geralmente é o Martim, filho do meio, mas esta agora também já é do meio e também já vai precisando, sobretudo porque é rapariga e, apesar das modas dizerem que não há distinções entre os sexos, eu cá acho que ainda há algumas especificidades de género. E as miúdas, grosso modo, tendem a encucar mais, a problematizar mais, a pensar mais, a dramatizar mais. Estar atento, conversar, dar colo podem ajudar um bocadinho, sobretudo numa família grande, em que, quando estão todos, fica difícil manter o foco apontado apenas numa direcção.

Casas onde a cocó não se importava de morar #78

Ora então toca a embrulhar esta casinha mais linda que eu vou já, já.

Fica entre o meu bairro do coração (Príncipe Real) e o Largo do Rato, é um T6 duplex com 470 m2, inserido num condomínio privado de luxo num palácio do séc. XVIII recuperado. A cozinha tem acesso a um pátio com 31 m2, e há ainda um terraço de 74 m2 com ligação à zona social do apartamento. Tem 6 lugares de estacionamento. 

Serve perfeitamente aqui para a família Cocó. Pena o preço: 2.700.000€. 

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdba4.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdba6.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdba5.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdb9a.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdb9e.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdb9d.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdb9c.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdb9f.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdba0.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdba1.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdba2.jpg

6c1a5100-0000-0500-0000-0000028cdba7.jpg

 Para os interessados, mais sobre esta "casinha" AQUI.