Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Mãe em construção (sempre)

Quando às vezes vêm aqui pessoas dizer que eu tenho a mania que sei tudo sobre crianças e sobre educação, farto-me de rir. Eu acho é que cada vez sei menos. Ok, se uma criança bate na avó sei que a avó não deve oferecer-lhe um doce como recompensa, e sei-o porque é óbvio, não por ser preciso um nível de discernimento acima da média. Mas justamente por ter tantas dúvidas é que gosto cada vez mais de ler sobre o assunto e de me aconselhar com quem realmente sabe muito. Ontem fui conversar com uma das minhas gurus nisto da psicologia infantil (Teresa Lobato Faria) e espero que os seus conselhos me ajudem a ultrapassar alguns desafios que os meus filhos me põem. Porque às vezes sabemos que estamos a agir mal mas não sabemos bem como fazer diferente, que estratégias usar para que a relação com os nossos filhos melhore. Sim, porque há dias em que tudo flui tão bem que até parece fácil. Mas há outros em que tudo corre de forma tão calamitosa que duvidamos seriamente do nosso talento para isto da parentalidade. E é preciso aceitar que não sabemos tudo e que às vezes é preciso alguém que nos ajude.

livros.jpg