Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

She is driving me crazy

Mada: - Ai, esta boneca! Filha da mãe!
Eu: - Mada, quantas vezes tenho de te dizer? Não se diz «filha da mãe».
Mada: - Mas porquê?
Eu: - Porque é feio.
Mada: - É feio? Mas é feio ser filha da mãe?
Eu: - Eeeeerrr....bom, eeeeerrr.....Não mas...... É uma expressão feia, não se diz está bem? (realmente, ser filho da mãe não devia ser feio, pá!)

Passado um bocado.
Mada: - Ai, esta boneca! Filha do pai! - parou, muito quieta, a olhar para mim, a testar reacções. Depois, ingadou: - Filha do pai já se pode dizer? Já não é feio?

SOCORROOOOOOO! TENHO TANTAS SAUDADES DA ESCOLA!

Vírus

Pessoas que receberam um email meu, só com um link e mais nada, Não abram! É vírus. Pelos vistos estou a enviar emails sem que efectivamente os envie e a contaminar, sem querer, os computadores das pessoas a quem os envio (sem enviar).
Peço desculpa, sem que tenha culpa. E vou tentar resolver, sem que saiba bem como. A verdade é que também eu tenho recebido estes emails, de pessoas várias, o que significa que anda por aí uma verdadeira epidemia.

A fúria dos «estatutos»

Há uma loja de que sou fã e onde tenho feito várias compras. De cada vez que chego a casa com mais um saco recebo um email que me diz que já só faltam não sei quantos pontos para ter o estatuto de cliente Gold. Ontem voltei lá, para trocar um presente que me ficava grande (e, vá, trazer só mais uma coisinha). Quando cheguei a casa, lá estava o email. Pensei: deve ter sido desta que o meu estatuto mudou. Afinal, não era bem isso. Na mensagem, a gerente agradecia muito a minha visita e esperava que as minhas expectativas tivessem sido excedidas. No final, a nota inquietante: «Aproveito para informar que faltam apenas 984 pontos para atingir o estatuto de cliente PLATINUM.»

Ora, bolas. Eu à espera do ouro e eles já a acenarem com a platina. Pergunto-me o que acontecerá se porventura atingir o «estatuto de cliente platinum». Será que me convocam para os Olímpicos das lojas?

À mesa

Depois do jantar:
Madalena: - Posso comer uma gelatina?
Em simultâneo: Eu: - Não.
                            Pai: - Podes.
Olhar aflito de um para o outro. Correcção imediata de ambos.
Em simultâneo: Eu: - Podes.
                            Pai: - Não.
Madalena: (sobrolho arqueado em interrogação) E então, em que é que ficamos?


He also sees old people

O pai está a preparar o iPod novo do Manel, pondo lá músicas para ele ouvir. Diz o Manel:
- Pai, vê lá isso, é para pores músicas fixes, não músicas de velho!

É a segunda vez, em dois dias, que estas criaturas dizem que o pai é velho. Isto não anda a fazer bem nenhum à sua autoestima. Para dizer a verdade, nem à minha.

Fun!

Levei dinheiro e avisei que quando se acabasse não havia pedidos, choros, birras ou súplicas que me comovessem. Não iria levantar mais um chavo, que aquilo já era um abuso. E assim foi. Andámos na roda gigante, no carrossel tradicional. Os rapazes foram à casa fantasma. Foram todos às bolas que flutuam dentro de água (a Madalena, sempre destemida, berrou em pânico até que a fossem buscar). Andaram nos elásticos. E por fim ainda experimentámos o chicote e adorámos (rimos que nem uns perdidos).
Martim a curtir como um hamster

Mada na mesma bola que o Manel,
mas mesmo assim em pânico e aos gritos

I believe I can fly!

Gaja voadora

I believe I can touch the sky...
?

Um adeus bem disposto



O The Daily, da News Corp., fechou as portas no dia 15 de Dezembro mas alguns colaboradores assinalaram o encerramento com uma ação musical divertida.
Cerca de 120 funcionários perderam o emprego com o fim do jornal para iPad e, ainda assim, houve disposição para fazer isto. Espero que arranjem um emprego depressa. Gente animada é o que se precisa.