Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Concertos Pais & Filhos

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5589610579890623522" />
O próximo concerto PAIS & Filhos é já 10 de Abril, pelas 17 horas, no Cinema São Jorge, em Lisboa. Mais uma iniciativa de comemoração dos 20 anos da revista.
Este atelier instrumental (uma parceria entre a PAIS & Filhos, a Metropolitana e a EGEAC) será dedicado à percussão. Haverá espaço para pequenos comentários e histórias. O concerto e o ateliê destinam-se exclusivamente a crianças a partir dos quatro anos, acompanhadas por adultos.
A entrada é gratuita, mas os lugares são limitados e a reserva é obrigatória através do telefone 21 415 45 84.
Marque já o seu lugar!

Folga

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5589545142117613186" />
Já não me lembrava de como é bom estar com uma amiga, assim, só as duas, esquecidas do tempo e dos afazeres e das coisas do costume. Sem outros ruídos, de outros amigos numa festa, ou de homens, ou de filhos. Só as duas, oscilando entre a frivolidade e a confidência, perdidas numa loja-paraíso que ela me apresentou (oh desgraça!), experimentando roupas e sapatos, como duas crianças numa loja de doces. Depois, as duas a trocar histórias num almoço vegetariano, tão bom. Com um copo de vinho e um brinde especial. Ficcional.
Comprei um cinto da miu miu, apenas. Mas fiquei de coração balançado por umas sandálias Jimmy Choo, lindas, lindas. Resisti-lhes. Não sei se por muito tempo, mas por hoje sim.
Que bom perdoar-me um dia de trabalho, durante a semana, pela primeira vez nesta minha vida de freelance. Depois fui buscar os meus pardais à escola. E agora é só esperar que a Mada acorde, para irmos todos andar de bicicleta. Hummm... e até o sol voltou a espreitar.

Adenda ao post anterior

Não, não estou grávida! Caramba, meus! A Madalena tem 18 meses... e tenho mais dois. Era incapaz de ficar grávida agora. Vocês são uns danadinhos, pá. Vêem bebés em todo o lado. Até me ligaram amigos, a perguntar. E vocês - amigos - não acham que vos dizia primeiro, em vez de escrever no blogue? Ai, ai, ai. Acalmem-se lá. A minha fúria natalina não chega a tanto.

Se vocês soubessem...

Passei o dia todo sem respirar. Todo. Andei em bicos de pés, para não despertar o medo, falei baixo para não acordar os monstros. E, à hora marcada, fiquei aqui em casa, a gelar. O sangue fugiu-me das extremidades, fiquei silenciosa e séria, a suspirar trinta vezes por minuto, com um nó ou dois na garganta e no peito e no corpo inteiro. E as horas a passar e nem um telefonema, nem uma mensagem e o pior a avolumar-se na minha imaginação, fértil em ideias negras, a cabra.
Felizmente, às 21h, a mensagem. Estava tudo bem, afinal. E eu a respirar de novo, e um sorriso de orelha a orelha, e eu a pisar o chão com força, e as mãos de novo quentinhas, irrigadas outra vez, o sangue novamente a chegar a todo o corpo.
Se vocês soubessem o que foi o meu dia, hoje...
Felizmente não passou de um falso alarme.
Daqui a uns meses falamos, bicho pequeno. Acho que te vou dar a primeira palmada da tua existência. Que é para aprenderes a não assustar assim as pessoas. :)

Amanhã vou fazer de conta que estou de férias

Tinha prometido a mim mesma: se a viagem programada não se verificar vou tirar um dia para mim, para descansar, passear, para não pensar em trabalho. Afinal de contas tinha adiantado imensos trabalhos para poder ir uma semana para o outro lado do mundo. Por isso, se não fosse, podia muito bem tirar um dia para mim, sem pressões de qualquer espécie (sobretudo as pressões que eu tenho a mania de impor a mim própria).
Sexta-feira passada confirmou-se: a viagem foi cancelada. E, sendo assim, amanhã vou com a minha querida amiga Anabela às compras. Calma, Ricardo. Respira. A minha conta está bastante magrita (escanzelada, mesmo) por isso não há que temer o pior. A seguir almoçamos as duas. Um programinha bem gaja, para variar. Ui, ca bom!