Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Mas...


... mas depois ele manda entregar este ramo de flores lindo na esplanada do Pão de Canela, onde estou a escrever, com um cartão maravilhoso, e eu comovo-me e suspiro e volto a acreditar que é possível conciliar família e carreira. É difícil. Mas é possível. Tem de ser possível.

Escutas/ Cafunés

E hoje o nosso presidente vai ter, de novo, as câmaras todas apontadas na sua direcção. Volta não volta é isto. Como os miúdos a quem nasceram irmãos há pouco tempo, Cavaco Silva volta não vira sente-se relegado para segundo plano. E, vai daí, convoca uma conferência de imprensa para fazer um comunicado ao país. Desta vez é sobre as escutas, e já vai tarde, que tanto silêncio sobre um assunto tão grave era verdadeiramente ensurdecedor. Mas pronto. Assim, com o tabu criado (e como ele gosta de tabus!) não há hipótese de haver alguém que não o oiça, hoje, dia em que finalmente abre a boca. Dona Maria Cavaco Silva: o senhor presidente anda a precisar de um cafunézinho. De quando em vez, todos precisamos de mimos. Sai, então, um cafuné para Belém.

Extraordinário, pá!

"Uma extraordinária vitória", disse Sócrates. E repetiu. Atendendo ao facto de que perdeu a maioria absoluta, com este adjectivo José Sócrates parecia querer dizer "Cum caraças! Com tanta merda de fizemos durante quatro anos é extraordinário que nos queiram cá por mais quatro!"

Cocó na Sic Mulher

Amanhã a Cocó vai ao programa Mundo das Mulheres. Não, não foi esse o telefonema que me deixou feliz, embora - claro - seja muito simpático, o convite. É amanhã, das 19.00 às 20.00 na Sic Mulher. Quanto ao tal telefonema... vou contar em breve, sim? E até é possível que venha a pedir a colaboração dos amigos do Cocó. Para já é só um sorriso parvo na minha cara. Que poderão constatar amanhã, na TV.

Hoje

Hoje recebi um telefonema. Do outro lado notícias que vão mudar a minha vida. Depois de desligar, bebi uma imperial, comi uns tremoços e fiquei com um sorriso besta pespegado na cara que dura até agora.

Um café com vista

De novo no Pão de Canela, com o meu novo portátil na mesa, a Madalena a dormir profundamente, e o Pacman dos Da Weasel, com os seus olhos verdes, mesmo na mesa em frente, a três passos de mim. Há dias porreiros, pá.

(Vá, Ricardo, não te zangues. Eu não estou a olhar para o senhor. Estou a escrever, muito concentradinha)

SOS Suicídio


Fernando Lima, o homem-sombra do Presidente, verdadeiro emplastro de Cavaco Silva, deve estar à beira de cortar os pulsos. Há anos que Cavaco era a sua luz, o seu farol, o seu sol. O modo enlevado como o olhava dizia tudo. E agora, traído pelo DN, jornal de que já foi director, acabou demitido. A sério. Teme-se o pior. O homem é bem capaz de não passar de amanhã.

Natal em Setembro



Ontem fizemos um jantar cá em casa. Uma feijoada feita aqui pela cocó para os seus amigos recém casados. E o que é que eles trouxeram para sobremesa? O quê? Pois bem, além do Melhor Bolo de Chocolate do Mundo, trouxeram de presente para a cocó este lindo notebook pequenino, HP Vivienne Tam, com apenas 1 quilo, uma bolsa de cetim maravilhosa, um teclado vermelho chiquérrimo, todo ele lindo, lindo, lindo de morrer. É tão fofinho que me apetece dar-lhe beijinhos (ridículo mas verdade). Um presente especial de uns amigos tão especiais, mais conhecidos cá em casa por pais Natal. Já estou a escrever nele, esta é a primeira de muuuuuuuitas prosas que hão-de sair deste grande querido. Espero não desiludir, amigos. Mas cá para mim, com um mimo destes só posso ficar muito inspirada. Obrigadaaaaaa!!!!

Prémio



Obrigada, Vekiki.
Não me leves a mal mas não vou publicar as regras nem oferecer o prémio a ninguém (e tanta gente a merecer, eu sei). Estou aqui atrapalhada com a miúda e com os outros e tal. Beijinhooooos

Pág. 1/2