Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Apelo

Há por aí algum pai que tenha vivido a sexualidade de forma desconfortável durante a gravidez da sua gaja? Algum homem que não tenha achado graça à barriga, àquele 'terceiro elemento' ali presente, ainda que escondido? Se sim - pelo amor da santa! - não quer dar um depoimentozinho à Viagem da Cegonha, programa da Antena 1? Hum? Não? Nenhum? Ninguém? Alô? E uma mulher que fale pelo seu gajo, no caso do seu gajo não ter legumes para o fazer para um microfone? Está aí alguém? Obrigada, sim?

Yes He Can!

Hoje vale a pena ouvir isto várias vezes, cruzar os dedos, e acreditar que sim. Que ele pode. Que eles podem realmente mudar. Que esta noite pode (tem de) mudar tudo.

P.S: Ter hormonas aos saltos é ver pela enésima vez este vídeo e, desta feita, largar a chorar como uma idiota.

É oficial

Começaram as náuseas.
Hoje já me abracei à sanita.
Se for como do Manel estou bem lixada: 4 meses a vomitar tudo, desde sólidos a líquidos, em alguns casos a despejar o estômago de 10 em 10 minutos.
Se for como do Martim serão mais ameaços que concretizações.

Mas pior do que as náuseas, hoje, foi o feitio. Que feitio! Que má cara, que tromba! Que tristeza estúpida e inexplicável. E frio. E vontade de me enfiar na cama. E tanto trabalho para fazer. E o sono??? Tanto sono... tanto soninho...ZZZZZZZZZZZZZZZZ

35. Quem? Eu?

Daqui a 2 horas e pouco faço anos.
35 anos.
Porra!
Ainda ontem era pequena e tinha totós.
Ainda ontem fingia que tinha partido um braço para não ser chamada ao quadro.
Ainda ontem inventei na escola que tinha uma mãe bêbeda e um pai ladrão para conseguir ter público a escutar as minhas histórias.
Ainda ontem joguei ao bate-pé lá em casa.
Ainda ontem tremi só de pensar que ia passar para o 8º ano.
Ainda ontem casei com o meu homem.
Ainda ontem estava grávida do primeiro.
E do segundo.
Ainda ontem eu era só uma miúda.
E daqui a 2 horas e pouco faço anos.
35 anos.
3-5 anos.
Xinamén.
Cum catano.
Não sei se vou conseguir escrever uma única linha na próxima semana.
35 anos? Eu? Nah...
Ai.