Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

17 anos

A dançar na rua (casamento).jpg

Neste dia eu não achava que fôssemos ficar juntos para o resto da vida. 

Gostava de acreditar que sim, claro, mas tinha as maiores dúvidas.

E ele sabia disso. Fartámo-nos de conversar sobre o assunto. Sobre a minha falta de fé em geral, e no amor em particular.

Hoje continuo a não ter a certeza absoluta que seja para o resto da vida (ninguém pode ter). Mas acredito muito mais nisso - incomparavelmente mais - do que há 17 anos.

Dezassete anos juntos, sem nos fartarmos um do outro, é obra. 

O mais impressionante? É ainda sentir borboletas na barriga quando, ao final do dia, o oiço meter a chave na porta (e não, não são gases).

Parabéns a nós!!!!!!!!

Venham mais 17!

11 comentários

Comentar post